Autores: Nickolas Stabellini, Nelson Wolosker, Dafne Braga Diamante Leiderman, Marcelo Fiorelli Alexandrino da Silva, Wellington Araújo Nogueira, Edson Amaro Junior e Marcelo Passos Teivelis

Apresentador: Dr. Marcelo Fiorelli Alexandrino da Silva

Instituição: Hospital Israelita Albert Einstein

Introdução: O AVC (acidente vascular cerebral) é a segunda principal causa de morte no mundo, com aproximadamente 5,7 milhões de casos / ano e a estenose carotídea é responsável por 10 a 20% dos casos.

Materiais e métodos: No Brasil, o Sistema Único de Saúde (SUS) é um sistema público de saúde com financiamento de impostos e que atende cerca de metade da população. São Paulo é a oitava maior cidade do mundo, com uma população estimada em mais de 12 milhões de pessoas, das quais mais de 5 milhões dependem exclusivamente do SUS. Este estudo tem como objetivo descrever as angioplastias carotídeas (CAS) e endarterectomias carotídeas (CEA), realizadas entre 2008 e 2017, na cidade de São Paulo, através da análise na web de bancos de dados publicamente disponíveis.

Resultados: foram realizados 3.704 procedimentos de revascularização da carótida entre 2008 e 2017, dos quais 2.432 eram CAS (65,7%). As taxas de CAS variaram de 59,9% em 2016 a 86% em 2011. Houve 57 óbitos hospitalares (1,54%), 34 após CAS (1,4 %; 34 / 2.432) e 23 após CEA (1,81%; 23 / 1.272 ) (p = 0,562). Os valores monetários repassados pelo SUS foram de US$ 7.862.017,09 (81,44% do total) para 2.432 procedimentos de CAS e US$ 1.792.324,06 (18,56% do total) para 1.272 procedimentos de CEA. O reembolso médio do SUS para CAS (US$ 3.232,73) foi mais que o dobro do CEA (US$ 1.409,05).

Conclusões: Em uma cidade cuja população excede a de alguns países europeus, os custos de CAS e CEA para o sistema público de saúde totalizaram mais de US$ 9 milhões em 10 anos. Epidemiologicamente, o CAS foi realizado com mais frequência que o CEA, sem diferença na mortalidade hospitalar entre CAS e CEA, mas os reembolsos foram 2,29 vezes maiores para CAS.

Moderador: Dr. Carlos Eduardo Varela Jardim

Avaliação epidemiológica de aorta torácica através de tomografia computadorizada de baixa dosagem