USO DE ENOXAPARINA SEGUIDO DE RIVAROXABANA PARA O TRATAMENTO DE TROMBOEMBOLISMO VENOSO AGUDO DE MEMBRO INFERIOR. EXPERIÊNCIA INICIAL EM UM ÚNICO CENTRO

Autores: Nelson Wolosker, Andrea Varela, Juliana Fukuda, Marcelo Passos Teivelis, Sergio Kuzniec, Mariana Krutman, João Guerra e Edu- ardo Ramacciotti.

Instituição: Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo

Introdução: Rivaroxabana é um novo anticoagulante oral aprovado para o tratamento de tromboembolismo venoso. Nos principais ensaios clínicos, o tratamento era iniciado diretamente com uma dose de 15 mg, duas vezes por dia, por três semanas, seguido de 20 mg, uma vez por dia, por pelo menos três meses.

Material e métodos: Avaliamos, retrospectivamente, uma terapia inicial para tromboembolismo venoso, com até 18 dias de enoxaparina (1mg/ kg, duas vezes por dia), seguido de rivaroxabana (20 mg, uma vez por dia).

Resultados: Da amostra de 49 pacientes, não observamos recorrência sintomática nem sangramento maior, observamos apenas um caso de sangramento menor.

Conclusão: Concluímos que é seguro e efetivo tratar pacientes com enoxaparina seguido de uma dose baixa de 20 mg de rivaroxabana.

Comentador: Dr. Ivan B. Casella