SEGURANÇA E EFETIVIDADE DA UTILIZAÇÃO DE DISPOSITIVO DE FECHAMENTO ARTERIAL EM PACIENTES DE ALTO RISCO PARA COMPLICAÇÕES DE SÍTIO DE PUNÇÃO ARTERIAL SUBMETIDOS A QUIMIOEMBOLIZAÇÃO HEPÁTICA TRANSARTERIAL PARA O TRATAMENTO DE CARCINOMA HEPATOCELULAR

Autores: Bruna de Fina, Carlos A. Campos, Rafael N Cavalcante, Breno B Affonso, Francisco L Galastri, Felipe Nasser, Nelson Wolosker, Marco A Perin.

Instituição: Hospital Israelita Albert Einstein

Objetivo: Avaliar a segurança e efetividade da utilização do dispositivo de fechamento hemostático Perclose Proglide® (Abbott Vascular, Redwood City, Calif) em pacientes portadores de doença hepática e carcinoma hepatocelular, submetidos à quimioembolização hepática transarterial com partículas carreadas com quimioterápico (drug-eluting bead transarterial chemoembolization).

Métodos: Foi estudado prospectivamente uma coorte de 253 pacientes portadores de carcinoma hepatocelular, submetidos a 449 procedimentos de quimioembolização hepática transarterial em que foi utilizado o dispositivo de fechamento arterial Perclose Proglide®. Os desfechos principais avaliados foram a incidência de complicações de sítio de punção e a efetividade do procedimento (sucesso técnico). Os desfechos secundários avaliados foram a correlação entre fatores epidemiológicos, de perfil de coagulação (avaliado pela Razão Normalizada Internacional e pela contagem de plaquetas) e do grau de hepatopatia (avaliado pela classificação de Child-Pugh) com a presença de complicações e a necessidade de internação após o procedimento por complicações relacionadas ao sítio de punção.

Resultados: O sucesso técnico foi alcançado em 96% dos procedimentos, sendo 95,3% de sucesso em pacientes submetidos a punções repetidas.
Complicações de sítio de punção foram observadas em sete procedimentos (1,56%). A análise das características demográficas, da classificação de Child-Pugh e do estado de coagulação não apresentou correlação significativa com a ocorrência de complicações. Quanto ao destino dos pacientes após o procedimento, dos 449 procedimentos, quatro pacientes (0,89%) necessitaram de internação por complicações relacionadas ao sítio de punção.

Conclusões: A utilização do dispositivo de fechamento hemostático do tipo Perclose Proglide® é segura e eficaz em pacientes portadores de doença hepática e carcinoma hepatocelular submetidos à quimioembolização hepática transarterial.

Comentador: Dr. Jong Hun Park